Os tombos dos primeiros passos…

Enquanto o bebê ainda fica no colo, é fácil controlá-lo. Mas, por volta de 1 ano, ele começa a dar os primeiros passinhos e aí… Tchau, tranquilidade. Basta uma bobeada para o pequeno correr, pegar coisas que não deve, subir na cadeira, e aí, já viu: sua cabeça começa a imaginar ele tropeçando e batendo a testa na quina da mesa! Sim, é impossível não se preocupar – é por isso que você sempre deve ficar por perto para prevenir acidentes. No entanto, se estiver vendo seu filho subindo no sofá e perceber que ele vai cair de uma altura que não oferece risco e em uma superfície macia, segure seu instinto maternal e deixe.

“Não grite ‘Ai, coitadinho, se machucou?’, pois, se ele vir o seu rosto apavorado, vai se assustar e entender que tudo ao redor é muito perigoso”. E é esse tipo de reação que pode deixar a criança insegura e dependente, dizem os psicólogos.

Ela precisa vivenciar algumas situações para ganhar autoconfiança – até porque você não vai estar disponível o tempo todo para protegê-la. Mas não se engane: isso não quer dizer que você pode deixar seu filho solto.

Fonte: Revista Crescer

Nenhum Comentário Digg

Não há comentários. Seja o primeiro.

Deixe seu cometário