Archive for junho, 2013

Reflexos

Embora durma e mame na maior parte do tempo nesses primeiros meses, o bebê é capaz de fazer muito mais, acredite! Ele nasce, por exemplo, com muitos reflexos.

Para começar, ele suga. Quer ver outro? Se você colocar seu dedo na mão do seu bebê, ele vai agarrá-lo com força. Os dedinhos dos pés de um recém-nascido também fazem o mesmo movimento ao tocá-los por baixo.

Aos poucos, o bebê adquire novas habilidades. Sua visão ainda não tem muito foco, por isso, é importante ficar bem pertinho dele: no começo, a 20 centímetros de distância. Depois de um mês, a um metro.

Nessa fase ele também pode seguir objetos com o olhar, mas à pequena distância. Embora sua cabeça seja grande e pesada, ele aprende nos primeiros meses a levantá-la quando está deitado de bruços. Boa parte dos bebês responde com um sorriso a outro sorriso e movimenta a cabeça para seguir a mãe. Também reage a barulhos, como o som do chocalho.

Ao final do terceiro mês, início do quarto, ele enxerga todas as cores. Até então, seus olhos captam melhor as cores fortes, contrastantes ou brilhosas. Ele vai aprender a colocar as mãozinhas na boca e logo, logo vai segurar um brinquedo.

 

Texto Social Media / Fonte: www.hipoglos.com.br/

No comments

Ah, as cólicas!

Essas são o pesadelo dos pais!

É importante lembrar que elas só começam depois de duas semanas de vida e, geralmente, provocam choro em horários determinados (no final da tarde, na maioria das vezes).

 

Os médicos acreditam que a cólica esteja relacionada ao reflexo gastrocólico (o intestino é estimulado a se contrair cada vez que o bebê mama) ou à imaturidade intestinal.

 

As cólicas desaparecem até o final do terceiro mês.

O pediatra pode recomendar medicamentos, se necessário.

Outras atitudes ajudam, como: massagear a barriguinha de seu bebê no sentido horário, colocar seu bebezinho de bruços, dobrar as perninhas dele sobre a barriga e deixá-lo ouvir músicas suaves.

 

É normal que o recém-nascido tenha soluços e é importante, mamãe e papai, colocá-lo em pé para arrotar depois de cada mamada! Cuidado para não confundir o choro da cólica com um choro comum, de quem apenas está querendo se comunicar.

Se o bebê para de chorar quando você o pega no colo, provavelmente não é a cólica que o está fazendo sofrer.

No comments

E se o meu leite for fraco?

Não existe leite fraco ou forte. A mãe produz todos os nutrientes necessários para seu filho. O que acontece é que a composição do líquido varia. Assim, as quantidades de proteínas e gorduras mudam de uma mamada para outra ou até durante uma mesma mamada. Por isso, é fundamental que o pequeno esvazie os dois peitos por completo – e que você esteja a postos para oferecê-los sempre que ele quiser. Além de ter a certeza de que a criança está bem nutrida, isso vai ajudar você a voltar à forma mais rapidamente. É que o hormônio responsável pela reposição de leite é o mesmo que estimula a contração do abdômen.
Mesmo no desespero, procure não dar água ou chá para o bebê nos primeiros meses. O leite materno nutre, hidrata e acalma, suprindo todas as necessidades da criança. Quando a mãe dá chá ou água, o pequeno deixa de tomar o leite materno e ingere quantidades menores de proteínas e calorias necessárias para o seu desenvolvimento. Sem falar que a maioria dos chás contém estimulantes que deixam o bebê agitado. Se forem servidos com açúcar, pior ainda. Os grãos podem fermentar e causar cólicas. Além disso, há o risco da chamada confusão de bicos, que faz com que a criança largue o peito da mãe sem necessidade e adote a mamadeira. Não se esqueça: seu leite é o melhor alimento para seu filho.
Texto Social Media
Fonte: Site nossobebe.comunidades.net
No comments